domingo, 23 de abril de 2017

Conselho do Tarot para a semana.

Conselho do Tarot para a semana que se inicia. Escolha uma carta (1, 2, 3 ou 4) e receba um conselho para a sua semana.


Após escolher olhe abaixo o resultado!
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

E aí, escolheu?
Então vamos aos resultados: 


[Carta 1] - 10 de Copas.
Semana de realizações e bençãos, apoio e companhia de pessoas queridas. Aproveite os benefícios, mas continue em ação, pois essa semana trará também muito movimento. Novas perspectivas surgirão e também novas ideias, que deverão ser levadas em consideração. Possibilidade de resolução de problemas antigos, que pareciam sem solução. Harmonia.

[Carta 2] - 5 de Espadas.
Esta semana será decisiva para algumas situações e conflitos pelos quais você em passando. A carta pede maturidade diante das situações, uma reflexão interna da qual você deverá ser sincero consigo mesmo e dizer: "Devo prosseguir com isso, ou desistir?". As vezes desistir de algo sem perspectiva de mudança ou melhora é a atitude mais sábia a se tomar. É hora de decidir para que tudo flua.

[Carta 3] - 8 de Copas.
Semana de novos rumos, novos caminhos. Deixe todas as dificuldades, tudo que tem passado, raivas, tristezas, mágoas, para trás. Essa carta é o sinal para que você desapegue e siga em frente naquilo que fala mais alto em seu coração, naquilo que te faz vibrar, mesmo que mais ninguém acredite no seu potencial. Não deixe mais que os seus medos e receios te bloqueiem, liberte-se.

[Carta 4] - O Mundo.
Você começará a perceber os resultados e os frutos de seus esforços. Verá que nada foi em vão, e tudo começará a melhorar positivamente (ainda que um pouco vagarosamente).
Mas cuidado, se fez algo negativo que acreditou não dar em nada, poderá perceber as consequências de seus atos de uma forma não muito agradável também.
É a hora da colheita daquilo que se plantou.

Muito amor e bençãos.

sábado, 22 de abril de 2017

Mandala força e coragem.


Essa mandala proporciona força, determinação, coragem, brilho pessoal, ânimo, alegria, atividade e expansão. Cria solidez material, restaura o corpo físico e regenera emoções negativas. Espiritualmente equilibra o campo vibratório, elimina energias prejudiciais e proporciona ascenção.

_________

- COMO USAR?

Olhar para as mandalas é a primeira maneira de receber suas emanações positivas. Ao olhar uma mandala, sua estrutura começa a agir em nosso interior e gera as modificações energéticas para as quais ela está programada.
Pode ser algo ocasional, olhando brevemente ao passar por ela, ou pode ser feita de modo mais intenso, focando o olhar em seu centro para absorver as vibrações.

Sendo o caso da segunda opção, procure um local calmo onde possa se concentrar e se sentir em paz. Não tenha pressa, observe a mandala desde seu centro e faça respirações profundas, acalmando e relaxando cada vez mais. Permaneça olhando quanto tempo quiser e em seguida feche os olhos. Sinta a energia da mandala tomar todo o seu corpo. Medite por quanto tempo sentir necessidade.

Você pode fazer esse processo toda manhã ao acordar, por exemplo.

_________
  • As mandalas são livres para uso pessoal, sendo proibido roubo e comercialização de qualquer forma.
  • As mandalas aqui postadas são criadas através de processo mediúnico, recebendo as direções, informações e vibrações através de conexão com o Todo.
  • Feita a mão, com aquarela, tinta acrílica e lápis de cor.

terça-feira, 18 de abril de 2017

Mandalas terapêuticas.


A representação de mandalas é encontrada desde os primórdios, e ao longo da história da humanidade em inúmeras culturas. Em sânscrito a palavra mandala é comumente traduzida como "círculo", e são muito usadas no hinduísmo e budismo. Em essência ela representa na forma de microcosmo uma projeção de algo maior.

A Física Quântica nos explica a formação do universo em forma de explosões do núcleo, que mostra o soltar-se de energia “condensando” para a periferia ao redor do centro; e que por forças de atração/repulsão, mantém essas energias vibrando ao redor desse núcleo, formando visualmente mandalas.

O nosso universo é inteiramente simbólico e arquétipico. Na mandala, as formas, linhas, cores e símbolos, combinados emanam determinadas frequências de energia. A numerologia e a geometria são analisadas em uma mandala de acordo com suas simbologias. Ao focarmos na mandala, nossa mente entra em ressonância, sendo então como uma chave para alcançar determinados resultados tanto no nosso corpo quanto na nossa vida em geral.

A mandala é na verdade um campo de força, no qual as emanações das formas, da estrutura numérica e das cores são poderes vibracionais atuantes. Ela estimula a mente, equilibra emoções, ativa os processos físicos, sendo muito usada como fonte de cura e de manifestação de energias em nossa vida.

- COMO USAR?

Olhar para as mandalas é a primeira maneira de receber suas emanações positivas. Ao olhar uma mandala, sua estrutura começa a agir em nosso interior e gera as modificações energéticas para as quais ela está programada.
Pode ser algo ocasional, olhando brevemente ao passar por ela, ou pode ser feita de modo mais intenso, focando o olhar em seu centro para absorver as vibrações.

Sendo o caso da segunda opção, procure um local calmo onde possa se concentrar e se sentir em paz. Não tenha pressa, observe a mandala desde seu centro e faça respirações profundas, acalmando e relaxando cada vez mais. Permaneça olhando quanto tempo quiser e em seguida feche os olhos. Sinta a energia da mandala tomar todo o seu corpo. Medite por quanto tempo sentir necessidade.

Você pode fazer esse processo toda manhã ao acordar, por exemplo.

________________

Estarei postando cada mandala para uso livre, na página do Facebook e aqui no blog!

As mandalas são livres para uso pessoal, sendo proibido roubo e comercialização de qualquer forma.
(As mandalas aqui postadas são criadas através de processo mediúnico, recebendo as direções, informações e vibrações através de conexão com o Todo.)

Referências do texto:
Mandalas Terapêuticas: Seu Uso na Abordagem Transpessoal - Victor Losacco
Mandalas: Como usar a energia dos desenhos sagrados - Celina Fioravanti

quarta-feira, 27 de julho de 2016

Gatos e a espiritualidade.


Sabemos que os gatos tiveram grande importância no antigo Egito, ter um deles em casa era símbolo de proteção e sorte. Um grande exemplo é a deusa Bast, uma deusa representada com cabeça de gato. As mulheres os viam como símbolo de beleza e pintavam os olhos imitando o contorno do olhar dos bichanos. Era dedicada tamanha veneração aos gatos, que quando um deles falecia era costume raspar as sobrancelhas em sinal de luto, além de que eram executado os mesmos ritos fúnebres que eram feitos aos seres humanos, sendo embalsamados e sepultados.
No budismo também temos histórias sobre gatos, sendo dito que eles representam a espiritualidade, que transmitem calma e hamonia. Na Tailândia existe uma lenda sagrada que transcendeu o tempo para converter os gatos em seres únicos de paz e íntima união, havendo vários em muitos templos dos países asiáticos. É por isso que é tão comum ver tantos gatos dormindo e enrolados nos braços das múltiplas estátuas sagradas de Buda e outros temas que enfeitam os jardins dos santuários. Para a ordem budista de Fo Guang Shan, gatos são como pessoas que já alcançaram a iluminação.
Temos também o Maneki Neko, o gato da sorte japonês, um talismã em forma de gato usado para atrair sorte, proteção, prosperidade, felicidade e saúde. Maneki Neko significa literalmente “gato acenando” e se caracteriza por um gato sentado com uma das patas levantada, que seria para atrair sorte e o gato que serviu de inspiração para este amuleto foi o Bobtail Japonês, uma raça rara e muito antiga, além de ser a única raça considerada nativa do Japão.
Na mitologia celta temos o Cat Sidhe, uma criatura representada por um gato preto com uma mancha branca no peito, sendo dito pertencer ao mundo das fadas.
É dito que o gato é um animal sensitivo e pode ver o "outro mundo", e aquele que conhece o caráter de um gato sente uma conexão íntima e profunda, tendo também poderes curativos, pois eles neutralizam as energias negativas. O local onde um gato gosta de dormir, geralmente é onde existe alguma energia parada, sendo assim o gato uma espécie de filtro, pois enquanto dormem transformam a energia ou a colocam em movimento.
O ronronar do gato muitas vezes mostra que ele está sintonizando seu campo energético com o da pessoa, ou neutralizando seu próprio campo, portanto é muito benéfico estar perto de gatos.
O gato representa o que está oculto, por isso quem não se relaciona bem com o próprio inconsciente costuma não se dar bem com gatos. Ele também simboliza a liberdade, ensinando o amor sem o apego.
De fato é um animal misterioso e que possui percepções e sentidos aguçados.

Referências:

quarta-feira, 6 de julho de 2016

Filme: O Sabor da Magia / The Mistress of Spices.

 
Tilo é uma mulher indiana, dona de uma loja de especiarias na Califórnia, e possui o dom mágico de conversar com ervas, temperos, flores e qualquer tipo de planta, podendo saber exatamente seu efeito mágico e de cura. Ela prepara poções para as mais diversas pessoas, porém existem regras das quais ela deve seguir, uma delas é que ela nunca poderá provar ou fazer poções para si mesma.
Ela ganhou esse dom ainda criança, orfã, quando depois de ser resgatada em uma praia depois de ser raptada por bandidos, passou um tempo estudando junto com outras meninas em uma espécie de ordem liderada por uma mulher que também percorreu esse mesmo caminho. Ela também adquire a habilidade de ver o passado e o futuro, assim como a leitura de mãos (quiromancia, muito comum na Ìndia).
As outras regras das quais ela deve seguir é que jamais deve tocar a pele de outra pessoa e nunca deve sair da loja. Sim, a vida e os dons dela são totalmente altruístas, totalmente voltados para ajudar as outras pessoas.
Os problemas na vida de Tilo se iniciam quando ela se apaixona por um rapaz que entra em sua loja ferido, e a partir daí eles começam a se aproximar. O sentimento é recíproco, e então as ervas, em especial as pimentas, começam a se rebelar contra ela.

O filme é um encanto do começo ao fim, porém é necessário ter sensibilidade e coração aberto para entender a mensagem e o sentido que a história passa. Muito da magia das ervas e suas propriedades podem ser aprendidos nesse filme.

Você pode fazer o download do filme aqui.
Também existe o livro: Compre aqui (em inglês) ou aqui (em português). O título do livro em português vem como "A Senhora das Especiarias".

Até mais!

sábado, 11 de junho de 2016

A Noite Escura da Alma.


 O termo "A noite escura da alma" surgiu inicialmente de um poema escrito no século XVI por São João da Cruz, um místico cristão e poeta espanhol.
Nesta obra ele aborda as dores do crescimento espiritual que uma pessoa pode vir a ter em sua busca de união com o Divino.
Ainda hoje citado na tradição cristã, um exemplo bíblico é o Rei Davi passando por uma série crise e angustiado diante de Deus, e ainda assim, isso não é condenado nem mencionado como falta de fé.

Hoje em dia é um termo usado dentro das mais variadas crenças e tradições, simbolizando da mesma forma, períodos das mais diversas dificuldades dentro da crença e espiritualidade pessoal de cada um. Os nativos norte-americanos consideram a Noite Escura da Alma como um rito de passagem, que fortalece a natureza guerreira do Ser, pois é necessário muita coragem e força para conquistar a vitória sobre essa fase tão difícil.
É dito que é a fase da dissolução do próprio ego, sendo esse o motivo de tamanha dor e sofrimento, é como um grandioso vale de escuridão em que se tem de atravessar para encontrar a luz verdadeira, e finalmente poder ver sem o véu da ilusão.

A Noite Escura da Alma pode ser desencadeada por diversos fatores na vida de uma pessoa, uma decepção, uma doença, uma perda, um abandono, entre outros. Esse acontecimento pode ser o gatilho que faltava para impulsionar esse poderoso despertar, e assim se inicia o caminho dentro dessa escuridão.
Não existe um tempo certo de duração, podendo durar de meses a anos, tudo depende de como se age diante dessa situação.

Alguns pontos em comum que se tem observado em quem está passando por essa fase são:

Sentimento de perda de conexão com o Divino ou Universo: Geralmente é uma pessoa bastante espiritualizada, com bastante conhecimento ou práticas dentro de sua religião/tradição/crenças, e em um determinado momento se vê desconectada de tudo, de alguma forma não sente mais a presença de sua divindade, as energias, guias, e nem respostas a suas orações, magias, meditações.

Sentimento de dúvida: A pessoa sente dúvida sobre o caminho que percorreu até o momento e passa a questionar tudo, sua divindade, suas práticas e sua própria vida. Tudo parece incerto e não é capaz de entender o que está acontecendo.

Sentimento de solidão: São tantos pensamentos e sentimentos confusos, que a pessoa sente que ninguém é capaz de compreende-la, se sente deslocada, sem lugar no mundo, e se sente abandonada pelo próprio Universo.

Desânimo e sensibilidade: Pouca energia, cansaço, e muitas vezes crises depressivas, falta de paciência e raiva. Em certos momentos pode questionar sua própria sanidade, pode sentir que está enlouquecendo.

Os sintomas podem variar entre esses e muitos outros, afinal é algo pessoal de cada um.

A Noite escura da alma é um salto, uma evolução de consciência, uma benção. Para aqueles que a atravessam com sucesso, é perceptível um antes e um depois de si mesmo, um renascimento, uma consciência muito mais expandida. 

Até mais!

sexta-feira, 10 de junho de 2016

Os Elementais da natureza.

 (Art by Ida Rentoul Outhwaite)

Muitas são as controvérsias quando falamos dos espíritos da natureza. São chamados de elementais ou elementares (alguns dizem ser coisas diferentes, outros não), alguns chamam de devas (palavra que em sânscrito é originalmente usada para se referenciar aos próprios Deuses, e hoje nas linhas mais new age é usada para se referenciar aos espíritos da natureza, ou anjos), ou simplesmente são chamados genericamente de fadas. 

São seres de energia que regem a natureza, e que vivem em um plano paralelo ao nosso, um plano que vibra em uma freqüência diferente, e que se cruza com o nosso plano. É dito que existem diversos portais de fadas em nosso mundo, um dos mais famosos é o círculo de cogumelos (chamados de Fairy Ring). 


Existem diversos tipos de fadas, dos mais diversos reinos e funções. As categorias mais comuns são 4 (porém não se limitam somente a essas): 

 (Arts by Ida Rentoul Outhwaite, Edmund Dulac, Paulina Cassidy, Kjel E.Midthun)

  • Silfos (relacionados ao elemento Ar)
  • Ondinas (relacionadas ao elemento Água)
  • Salamandras (relacionadas ao elemento Fogo)
  • Gnomos (relacionados ao elemento Terra) 

Estes seres são muito puros e tem a função de manter o equilíbrio dos elementos, sendo assim o contato com eles deve ser muito delicado, pois não pensam da mesma forma que nós humanos e suas atitudes são baseadas em seus próprios códigos de conduta. Deve-se ter muito respeito, pois tem personalidade e vontade própria, não respondendo ninguém além de seus reis e rainhas. A maioria não tem empatia por seres humanos e por isso é preciso cuidado e respeito no trato com esses seres. Podem ser grandes companheiros e protetores. 

É dito que também estão trilhando um caminho evolutivo de suas almas, porém de uma forma diferente da nossa. 

Quando se é falado em fadas, muitas pessoas lembram das delicadas fadas de histórias encantadas, com corpos pequenos de menina e asas, mas na realidade uma fada pode tomar diversas formas, desde a mais bonita até a mais assustadora. Podem muitas vezes ser visualizados como pequenos pontos de luz, orbes, ou tomando formas mais densas. Podem ser vistos ao redor de flores, de outros animais, tomar formas de pássaros ou insetos. 

É bom lembrar que temos todos os elementos da natureza em nossos próprios corpos, e isso é tão importante e real que algumas medicinas tradicionais (indiana, chinesa, árabe, etc), trabalham diretamente com esses elementos proporcionando a cura, sendo dito até mesmo que toda doença tem fonte no desequilíbrio de um ou mais elementos. 

Portanto os elementais são seres de grandiosa importância, e estão mais perto de nós do que podemos imaginar, não fazem parte apenas de contos e lendas, e sim do nosso dia-a-dia, trabalhando incansavelmente para o equilíbrio da nossa querida natureza.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...